Anuncie aqui!

Armagedom

18 dezembro 2009
Felipe Hostilio

Texto de Wikipédia
A banda Armagedom inicou em 1982 com o nome "Última Chance", quando Javier (vocal), Zero (baixo), Barriga (guitarra) e Ricardo (bateria) começaram a ensaiar. Embora o nome fosse diferente, a proposta principal do grupo já estava definida. Uma visão de pobreza, morte, injustiça, agonia e desesperança sempre foram o tema principal nas letras. Como quase todas bandas punk hardcore dos anos 80, os integrantes aprenderam a tocar durante os ensaios. Em 1983, mudaram o nome para Rad Esquerda, mas o grupo decidiu após um tempo mudar novamente para um novo nome, refletindo a proposta da banda. Esta mudança aconteceu quando Zero (baixo) deixou o grupo e um novo integrante se juntou a banda - Eduardo - o novo baixista. O novo nome era ARMAGEDOM, um palavra biblica da batalha do final dos tempos, algo muito próximo ao sentimento que a banda sempre procurou passar. Com a nova formação Javier (vocal), Barriga (guitarra), Eduardo (baixo e Ricardo (bateria), conseguimos finalmente comprar os instrumentos e arrumar um lugar para ensaiar (Garagem da casa do Javier). Antes disto, constumavamos ensaiar no estudio da banda Cólera. Após encontrar um lugar para ensaiar e compondo novas músicas, o Armagedom começou a evoluir rapidamente e no final de 1984, gravaram uma fita com 14 músicas no estudio Eldorado. Duas músicas desta gravação foram usadas na coletânea ATAQUE SONORO. As músicas eram Mortos de Fome e Super Projetos. Após algumas gigs, o Armagedom pôde finalmente gravar um LP, chamado Silêncio Fúnebre, gravado em 1986 no estudio vice e versa, lançado pelo selo Rainbow Records. Um pouco depois disso, Javier começou a tocar guitarra, Barriga mudou para o baixo e o Eduardo se tornou o vocal da banda. Em 1987, a banda parou e no final de 1988 retornou sem o Barriga, agora com Beto como baixista. A banda começou a ensaiar de novo e na metade de 1989, gravamos uma demo tape com cinco novas músicas, que foram utilizadas no split CD e LP com FORÇA MACABRA - Tumulo vago aos próximos que irão morrer por omissão. Neste período o Armagedom tocou em alguns lugares em São Paulo, e em 1992 gravaram um video de um gig ao vivo no espaço Retrô com novas músicas. Em 1993, Ricardo deixou a banda e após tentarmos encontrara um novo baterista, a banda parou novamente em 1994. Em 1998, Javier foi contactado pelo Força Macabra, banda da finlandia e iniciaram um projeto para lançar um split CD e LP e no meio de 1999 a banda retornou mais uma vez com Eduardo no vocal, Javier na guitarra, Ricardo na bateria e um novo componente, Claudinei no baixo. Desde então a banda toca em vários lugares no Brasil, e gravaram um CD novo - Das Cinzas ao Inferno.

Silêncio Fúnebre (1986)
1. Sofrer demais
2. Cegos por ódio
3. Gritos de dor
4. Mentes insanas
5. Politicos, militares, religiosos
6. Torturam os pobres
7. Super projetos
8. Sobreviver
9. Asilo na existência
10. Pessoas caem, pessoas morrem
11. Divida externa
12. Mutilaçôes
13. Total alineação
14. Mortos de fome
Das Cinzas ao Inferno... (2001)
1. Intro
2. Just One Step to Hell
3. Nada a Perder
4. Cegos por Ódio
5. Sobreviver
6. Mentes Insanas
7. Morte
8. Sofrer Demais
9. Asilo na Existência
10. Mutilações
11. Animal´s Fare (Anti-Sect)
12. Super Projetos
13. Mortos de Fome
14. Just One Step to Hell (Aramagedom/Força Macabra)
15. Progresso - Destruição (Ação Direta)
Apogeu da Insanidade, Crepúsculo da Humanidade (2005)
Image and video hosting by TinyPic
01. Ataque Suicida
02. Medo do Amanhecer
03. Vidas Perdidas
04. Ricardo Animal
05. Vomitando Adrenalina
06. Asilo na Existência (Ao Vivo)
07. Políticos, Militares, Religiosos (Ao Vivo)
08. Mentes Insanas (Ao Vivo)
09. Just One Step to Hell (Ao Vivo)
10. Sofrer Demais (Ao Vivo)
11. Nada a Perder (Ao Vivo)
12. Mortos de Fome (Ao Vivo)

0 comentários:

Postar um comentário

DESCRIÇÃO-AQUI.