Anuncie aqui!

Corrosion of Conformity

14 janeiro 2010
Felipe

http://dehumanizer.ru/data/files/image/corrosion%20of%20conformity.jpg

Texto de André J. S. do Whiplash

Banda americana vinda da Carolina do Norte e formada pelo Guitarrista Woody Weatherman, o Corrosion of Conformity (COC) foi uma das primeiras bandas a misturar punk com metal fazendo um som agressivo e completamente diferenciado do metal e hardcore da época. Tudo isso associado as letras inteligentes de cunho político resultou no estilo de som da banda.

O primeiro álbum saiu em 1983, “Eye for na Eye”, e tinha como formação Weatherman na guitarra, Reed Mullin na batera, Eric Eycke no vocal e Mike Dean no baixo.

Em 1985, após a entrada de mais um guitarrista (Pepper Kennan) e a entrada do vocalista Simon Bob, lançaram “Animosity” e a banda começou a atingir um maior público e status no cenário musical.

Ainda assim, o selo Death se cansou das constantes instabilidades internas da banda e, logo após o lançamento de “Technocracy” (1987), mandou a banda pra rua. Levou alguns anos para que uma nova formação se juntasse.

Com Weatherman, Keenan, Mullin, o vocal Kark Aggel e o baixista Phil Swisher lançaram em 1991 “Blind” que mostrava uma veia bem mais metal e arrebanhou um grande público. “Blind” definiu o abandono da fase Hardcore e a entrada definitiva no Metal. Em seguida ao sucesso veio a demissão de Aggel que, junto com Swisher, formou o Leadfoot (ainda em atividade).

Kennan ocupou o vocal e Mike Dean (baixista original) retornou à banda. Já caracterizada como uma banda em constante mutação lançaram em 1994 “Deliverance”. Mais uma guinada na sonoridade do COC. O álbum tem total influência de Black Sabbath e toda a gama de hard-rock setentista, sendo considerado por muitos (em geral os fãs mais recentes), o melhor álbum da banda.

Em 1995 Keenan se dedicou ao Down (grupo formado com Phil Anselmo do Pantera e membros do Crowbar) retomando as atividades do COC em 1996 quando lançaram “Wiseblood” que deu continuidade ao sucesso atingido com “Deliverance”.

Decorrente disto, envolveram-se numa Tour mundial com o Metallica que os afastou dos estúdios durante um bom tempo. Em 2000 retornaram com o não tão inspirado America’s Volume Dealer.

Em 2001 lançaram o ótimo Live Volume que dá uma boa passada pela carreira da banda e garante o bom e velho rock’n’roll em performance ao vivo.

Em 2002 Keenan voltou a se dedicar ao Down que lançou seu segundo álbum. Agora, resta-nos aguardar os próximos passos do COC.

Em 2005 foi lançado In the Arms of God, o oitavo álbum da banda.

Álbuns:

1983 Eye For An Eye

1985 Animosity

1987 Technocracy

1991 Blind

1994 Deliverance

1996 Wiseblood

2000 America’s Volume Dealer

2001 Live Volume

2005 In the Arms of God


1 comentários:

Anônimo disse...

O Biscate os links estão off tira essa desgraça dai porra 666

Postar um comentário

DESCRIÇÃO-AQUI.