Anuncie aqui!

Emperor

31 janeiro 2010
Felipe

http://www.metal-archives.com/images/3/0/30_photo.jpg

Texto de Mário Augusto O. Del Nunzio do Whiplash

Emperor foi formado no começo dos anos 90 por dois membros de uma banda chamada Thou Shalt Suffer: Ihsahn, vocalista da banda inicial, assumiu a guitarra e teclados e Samoth, guitarrista no Thou Shalt Suffer, assumiu a bateria no Emperor. Chamaram o baixista Mortiis e em 1992 gravaram sua demo "Wrath Of The Tyrant".

A banda começava a levar o Black Metal a novos territórios, usando teclados e criando novas atmosferas. Logo após a demo, Emperor gravou um mini-álbum chamado apenas "Emperor", agora fazendo uso de duas guitarras. Samoth saiu da bateria e assumiu o papel de segundo guitarrista e Bard G. Eithun - Bard Faust - assumiu como novo baterista. O mini-álbum tem 4 músicas, sendo 2 regravações de músicas da demo (com uma produção muito melhor).

No mesmo ano foi lançado pela banda um 7" EP chamado "As The Shadows Rise" (lançamento limitado e agora bastante raro). O EP tem 3 músicas, todas da demo, mas re-gravadas.

Em 1994 o baixista Mortiis saiu da banda pois queria se voltar mais para outros estilos (pode-se perceber isso nos seus discos pós-Emperor), e foi substituído por Tchort. Neste ano foi lançado o primeiro álbum da banda chamado "In The Nightside Eclipse". Este é um dos discos mais importantes da história do Black Metal norueguês, e que provou que o Emperor não era apenas mais uma banda.

Entretanto, a cena na Noruega se tornava um caos, com igrejas sendo queimadas e o "Inner Circle" controlando o underground. Faust foi preso e condenado a 14 anos de cadeia por assassinar um gay na cidade de Lillehammer. Samoth foi preso e condenado a 16 meses de prisão por incendiar igrejas e Tchort foi preso e condenado a 6 meses de prisão por assalto (acabou saindo da banda por falta de interesse). Ihsahn foi questionado muitas vezes mas nenhuma evidência foi achada que ligasse ele a qualquer coisa.

O futuro do Emperor não parecia bom. Samoth era um dos grandes responsáveis por escrever as músicas e letras do Emperor. E Faust era um grande baterista, achar um substituto não seria uma tarefa fácil. Ihsahn trabalhou duro e sozinho tentou reorganizar a banda, assim como escrever músicas e letras para Samoth na cadeia e achar substitutos para Tchort e Faust. Hellhammer assumiu a bateria por um tempo mas isso não funcionou como planejado pois ele estava muito ocupado com o Arcturus.

O Emperor esteve ausente da cena por quase 2 anos, entretanto Ihsahn esteve envolvido com alguns projetos com outros músicos, como o projeto instrumental de Satyr, Wongraven. Gradualmente, depois que substitutos vieram e foram, dois se destacaram. O quase desconhecido Alver substituiu Tchort no baixo e Mefisto foi para a bateria. Em 1996 Samoth foi libertado e as coisas começaram a acontecer novamente. Novo material foi terminado e a banda se estabilizou com essa formação. Entretanto, Mefisto deixou a banda sem baterista de novo. Então foi chamado para a posição Trym Torson, do Enslaved.

Finalmente o novo material foi terminado, mas devido a problemas internos tiveram que adiar o lançamento até 1997. Em 14 de fevereiro de 1997 foi lançado um mini-LP chamado "Reverence". Pararam de usar o corpse paint, pois acharam que como muitas bandas usavam isso, ele tinha perdido seu significado e se tornou uma moda.

O próximo grande passo para o Emperor foi o fato de fazer um vídeo pela primeira vez. Foi da música "The Loss And Curse Of Reverence" e estava na versão em cd do álbum como um vídeo para PC. No "Reverence" também tinha uma coisa inédita na carreira do Emperor, a música "Opus A Satana", instrumental, arranjada e tocada por Ihsahn em apenas 3 horas. Isso o levou a trazer de volta o Thou Shalt Suffer, como um projeto solo onde expressaria suas emoções de modo que não pode fazer no Emperor. Logo após o lançamento de "Reverence" saiu o segundo álbum da banda, chamado "Anthems To The Welkin At Dusk". O disco foi votado na revista Terrorizer como o melhor de 1997 e Emperor foi votada como a melhor banda. Em 1998 o baixista Jonas Alver saiu da banda. Emperor, enquanto preparando material para um novo álbum esteve ocupado no ano. Eles gravaram músicas para tributos como o "In League With Satan", tributo ao Bathory e o tributo ao Mercyful Fate.

A banda também tocou nos Estados Unidos, no festival de Milwaukee, mas sofreu com a má qualidade sonora e por não usar teclados.

Mais tarde a banda sofreu alterações, seguindo com apenas três integrantes, com Ihsahn assumindo o baixo em estúdio e o baixista Charmand Grimloch tocando apenas em shows.

O Emperor não mais existe. Com a deturpação dos ideais do Black Metal tornando-se insuportáveis, a banda anunciou o seu fim em 2001.

Álbuns:
1992 - Wrath Of The Tyrant

1993 - Emperor

1993 - Hordanes Land

1994 - As The Shadows Rise

1994 - In The Nightside Eclipse

1995 - Wrath Of The Tyrant

1997 - Anthems To The Welkin At Dust

1997 - Reverence

1997 - Live In Frostland

1998 - Wrath Of The Tyrant

1998 - Thorns VS Emperor

1999 - IX Equilibrium

2000 - Emperial Live Ceremony

2001 - Prometheus: The Discipline Of Fire & Demise

2003 - Scattered Ashes: A Decade Of Empyrial Wrath
Download Disc 1
Download Disc 2

0 comentários:

Postar um comentário

DESCRIÇÃO-AQUI.