Anuncie aqui!

Asia

15 abril 2010
Felipe
http://2.bp.blogspot.com/_urgERoYNtuI/SwIY2fAk4BI/AAAAAAAAAPI/k111lzZnWcE/s1600/ASIA-4-MikeInns-C2008-WEB.jpg
Texto de Allan Jones do Whiplash

Início da década de 80, novas revoluções no cenário do rock estavam surgindo, o tão aclamado progressivo estava desaparecendo e dando lugar ao chamado Hard Rock Comercial.

Enquanto Alguns ícones do Prog estavam se adaptando a nova tendência, outros preferiram se manter fiéis as origens. E entre esses que se adaptavam surgia um dos que seriam um dos maiores nomes da fusão do Hard rock com o progressivo: Asia.

Com status de super banda eles debutaram em 82 com o álbum "Asia".

O status de super banda não era em vão, a banda contava com 4 estrelas do rock progressivo: dois ex-integrantes do Yes: Geoff Downes e Steve Howe, teclado e guitarra respectivamente. A bateria estava a cargo de ninguém menos que Carl Palmer (E.l.p) no baixo e vocal eles contavam com o não menos requisitado: John Wetton , que já passou por diversas bandas, dentre elas: King Crimson e Uriah Heep.

O primeiro álbum foi aclamado por todos, isto é, quase todos... os amantes do Progressivo torciam o nariz para a nova idéia.

O primeiro álbum foi bem recebido. Um som comercial que tinha um "quê" do chamado rock Progressivo. Músicas como "Wildest Dreams" e "Cutting in Fine" deixavam bem expostas, as raízes dos integrantes.

Mas foi em canções como "Heat of the Moment" e "Only time will Tell" que eles conseguiram o que nunca haviam conseguido em suas carreiras...

O Asia se tornou uma banda popular, emplacou nas rádios e estavam conseguindo fazer muito dinheiro. A gravadora pressionou a banda para fazerem um novo trabalho, em 83 foi editado "Alpha".

O sucessor de Asia não conseguiu nem de longe , o êxito do primeiro. Diferente do anterior, "Alpha" altamente pop e comercial, alguns diziam que a banda se mostrava pouco criativa, o disco decepcionou, musicalmente falando e em termos de venda também.

Para não dizermos que tudo estava perdido, o álbum colocou a balada "The Smile has left into your eyes" nos charts.

Uma turnê na Ásia foi anunciada, na verdade foi só um show, Problemas internos fizeram John Wetton deixar seu posto ás vésperas da presentação. Ás pressas, o Asia procurou Greg Lake (E.l.p) que fez o show.

O resultado foi tão catastrófico, que o único registro de Greg com o Asia se resume á este show.

Por pressão da Gravadora, Resolveram chamar John Wetton para o posto novamente.Todos de acordo, menos Steve Howe que resolveu abandonar o barco. Para seu lugar convidaram o guitarrista suíço Mandy Meyer, que é conhecido também por ter feito uma turnê com o Krokus.

Em 85, eles lançaram o álbum "Astra", que era superior ao "Alpha", mas não ao álbum de estréia. "Astra" seria um bom disco se eles não tivessem a obrigação da fazer algo no nível do Debut. As canções de "Astra" deixavam a guitarra em segundo plano, brilhando os teclados.

Nesta época já era notório que Geoff Downes era quem dava as cartas na banda.

Canções como "Go" "Rock and roll dream" e "Too Late" eram fortes, mas não emplacaram.

Nem a apelativa balada "Voice of America" que chegou às Fms, amenizou a crise. O Asia era apenas uma sombra do que eles demonstraram ser quando apareceram. As vendas do disco não satisfizeram a gravadora e nem a banda que adiou os planos de uma turnê e se congelou por tempo indeterminado.

No início da década de 90, foi lançada uma coletânea que continha alguns hits e material inédito, mas também não empolgou os fãs que esperavam algo mais interessante do que aquelas músicas típicas de quem quer ganhar as rádios.

Uma turnê foi programada, o guitarrista seria Pat Thrall, que apenas serviria de coadjuvante nos arranjos de Geoff Downes. Eles Fizeram um apático show na Rússia que virou home vídeo e mais tarde viraria cd.

Em 1992 ,ao mesmo tempo em que Steve Howe voltava a banda (uma passagem relâmpago), Wetton saia outra vez, desta vez definitivamente.

Para o seu lugar veio John Payne, que tinha um timbre totalmente diferente de Wetton, mas que foi bem aceito perante os fãs. Nesta época também, o guitarrista Al Pitrelli já aparecia junto á banda, época do lançamento de "Aqua".

Em seguida. Carl Palmer cede o posto á Michael Sturgis e a banda lança "Aria" em 1994. Esse álbuns não tiveram destaque e não representaram muito no cenário do rock, são específicos para fãs.

A banda começou a contar com muitos convidados em seus álbuns, para se ter idéia... entre 94 até hoje, a banda já contou com mais de 15 músicos diferentes, alguns conhecidos do público com Chris Slade e Tony Levin. Nestes anos a banda fez apenas dois trabalhos: "Arena" que é um álbum extremamente progressivo, e "Aura" que é uma nova tentativa de ganhar a mídia.

Álbuns:

Asia - 1982



1983 - Alpha



1985 - Astra



1990 - Live In Moscow



1994 - Aria



1996 - Archiva 2



1996 - Arena



2004 - Silent Nation




0 comentários:

Postar um comentário

DESCRIÇÃO-AQUI.